Loading…

Notícias

Crianças de Braga aprendem Mandarim

Cerca de 80 alunos, maioritariamente do 5º e 6º anos, de quatro escolas de Braga, começaram a aprender Mandarim. O projeto-piloto, que arrancou este ano letivo, é uma iniciativa da InvestBraga e da Câmara Municipal de Braga, em parceria com o Instituto Confúcio da Universidade do Minho.

As aulas de Mandarim são ministradas, pelo Instituto Confúcio, nas escolas públicas EB 2,3 André Soares, Frei Caetano Brandão, Lamaçães e Nogueiró, num projeto-piloto que se prevê que venha a incluir mais escolas e mais crianças no próximo ano, dado o grande interesse manifestado por pais e crianças.

“Este projeto integra o Plano Estratégico para o Desenvolvimento de Braga e pode vir a ser uma ferramenta muito importante para estas crianças no futuro. Já temos várias empresas de Braga a exportar para a China e queremos também atrair investimento chinês para a região”, explica Carlos Oliveira, presidente da InvestBraga, acrescentando que considera “fundamental que a aprendizagem da cultura e língua chinesas comece a fazer parte dos currículos escolares e esteja disponível no ensino público”.

As aulas de Mandarim arrancaram hoje na escola Frei Caetano Brandão, tendo já começado nas outras três. O momento foi assinalado com uma cerimónia, onde estiverem presentes, além da diretora da escola, representantes da InvestBraga, da Câmara Municipal de Braga, do Instituto Confúcio e da Junta de Freguesia de Maximinos.